Pílulas | Trailers e os 100 diretores de cinema essenciais

12 set
Os Trailers da semana:

|The Raid, de Gareth Evans| O que pode ser dito de um filme com um trailer desses? The Raid parece não querer esconder seu único intuito: ser um filme de ação direto e reto. A sinopse: um esquadrão de elite da polícia da Indonésia parte em uma missão para prender um grande traficante de drogas que se abriga em um prédio super protegido. Esse é o tipo de filme que, no Brasil, vai direto para o vídeo, o que é uma pena porque, pelo menos pelo trailer, o filme promete uma sessão de cinema divertidíssima. Talvez o recente sucesso no Festival de Toronto garanta uma vida comercial melhor ao filme.

|Warrior, de Gavin O´Connor| Para manter o nível de testosterona alto, o trailer de Warrior promete bons atores e um conflito clássico (irmão contra irmão) no mundo do MMA. Com o aumento da popularidade desse esporte, era questão de tempo até encaixarem uma trama clássica de filme de esporte nesse mundo. O trailer é promissor e o conflito central tem potencial, ainda mais com atores como Tom Hardy (Bronson, A Origem e do inédito The Dark Knight Rises) e Nick Nolte em papéis de destaque.

|Margaret, de Kenneth Lonergan| O diretor do interessante Conte comigo (de 2000) passou incríveis seis anos para conseguir terminar esse filme depois de concluir a fotografia principal em 2005 e enfrentar intermináveis batalhas judiciais com a Fox Searchlight. A história aparentemente simples de uma garota que precisa lidar com as consequências de um atropelamento, no qual ela acha ter tido influência direta, foi considerada por ninguém menos que Martin Scorsese como um “trabalho brilhante”. O problema (pelo menos para a FOX): o corte final do diretor beirava as três horas. Após inúmeros problemas, o próprio Scorsese e sua fiel editora Thelma Schoonmaker foram chamados como consultores para ajudar Lonergan a podar uma hora de filme. O IMDb fecha a duração final do filme em duas horas e meia, então, aparentemente, as partes chegaram à um (literalmente) meio termo. Estreando em 2011, o filme conta com versões seis anos mais jovens de Anna Paquin, Matt Damon e Mark Ruffalo.

|Martha Marcy May Marlene, de Sean Durkin| Esse é o primeiro longa metragem de Durkin e o sujeito já levou o prêmio de melhor direção em Sundance esse ano. O filme conta a história de Martha, uma jovem que tenta reconstruir a vida depois de fugir de uma espécie de culto. O trailer vende bem a atmosfera de paranoia que parece pairar sobre a personagem e promete (através da citação de uma crítica, o que é um tanto quanto preguiçoso para um trailer) um trabalho de montagem que mistura a realidade com flashbacks e sonhos.

Pílulas:

|O site PopMatters publicou ao longo do mês de agosto uma extensa lista com os 100 diretores de cinema mais influentes da história. Dividida em dez partes, a lista não se limita a um checklist de nomes e cada diretor possui um pequeno texto explicando a importância de seu trabalho para a história do cinema, seus principais trabalhos e seus filmes subestimados.

|Alguém da produção da versão americana do filme Os Homens que não amavam as mulheres (ou a própria produção, o que é mais provável) está mantendo um Tumblr onde são postadas fotos dos bastidores do filme, vídeos e links para matérias sobre o “remake da adaptação“.

|David Lynch, que não dirige um longa desde 2006, decidiu abrir uma boate em Paris. O nome? Silencio.

|Mais uma vez o site Press Play surge com um ensaio audiovisual interessante. Na primeira parte do que promete ser uma série de vídeos bem instrutivos, uma desconstrução da montagem de uma cena de ação do filme Batman – O Cavaleiro das trevas. Por mais que eu acredite que a quebra constante da lógica visual dentro da cena seja algo que o espectador médio atual consiga entender, esse tipo de exercício é sempre instrutivo para entendermos como funciona o processo de decupagem e montagem de um filme para que a ação seja perfeitamente entendida pelo público.

|No início da década de 80, uma promoção levou um garoto sortudo para o set de filmagens de O império contra ataca onde ele pôde conhecer Luke Skywalker e Chewbacca. Agora, alguém desenterrou o vídeo da visita do garoto ao set. O resultado é algo que parece saído de uma das paródias de Family Guy, com Luke com ares de pedófilo (portando um sabre de luz um tanto fálico) e Chewbacca dizendo que às vezes come garotinhas. Ah, a falta de noção dos anos 80…

|Para terminar, um sonho de SEO: Jennifer Lawrence nua. OK, não exatamente. É só um vídeo de making of do filme X-Men: Primeira Classe que mostra o processo de maquiagem da atriz para encarnar Mística:

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 38 outros seguidores